terça-feira, 16 de agosto de 2016

TAG: Morando fora do Brasil

Respondendo a TAG: Morando fora do Brasil




 01 – Nome.
Victoria!


02 – Em que país e cidade você mora?
 Suiça, Genebra.

 03 – Mora sozinho ou com sua família?
 Com meu marido.


 04 – Há quanto tempo reside aí?
 1 ano e dois meses


05 – Já morou em algum outro país? Qual?
 Sim. Estudei nos EUA antes de vir para cá.


06 – Qual sua idade?
 27.


 07- Como surgiu a idéia de morar no exterior?
Estava há dois anos com meu namorado que é suíço (nos conhecemos nos EUA durante a faculdade) e decidirmos dar o grande passo e casar.

08 – Foi difícil conseguir o visto de residência?
 Não. Como eu casei foi tudo tranqüilo. É chato e um pouco demorado mas foi tranqüilo.

09 – Qual pior situação que você já passou aí?
 Nenhuma tão ruim. Diria que o fato de não falar perfeitamente francês me aborrece um pouco quando estou na rua e quero perguntar algo.

10 – Fale de um ponto turístico que você gosta. Fale um pouco sobre ele.
 (Em Genebra) O JET D'EAU! Eu adoro o jet d'eau. O famoso jato de água que é cartão postal de Genebra. Adoro estar perto do lago e ver que ele esta ligado (ele não fica funcionando direto).





11 – Você fala a língua local? Acha que é importante aprender?

Sim, hoje eu falo francês. Não é um francês perfeito mas é quase avançado.
Acho extremamente importante aprender. Esqueça viver uma vida perfeitamente integrada aqui se não falar francês.
Genebra é uma cidade com muitos expatriados por conta de todas as organizações internacionais e sede de multinacionais localizadas aqui, ou seja, quase todo mundo fala inglês. É possível viver aqui sem o francês, conheço gente que mora aqui há mais de 10 anos e não fala, mas só tem amigos que são também estrangeiros e não conseguem desfrutar de verdade do pais.



 12 – O que pensa do país que você mora? Eles recebem bem os Brasileiros aí?
Eu posso dizer que a Suiça já entrou no meu coração. Amo viver aqui.
Brasileiros são em geral bem recebidos mas temos a reputação de sermos festeiros e de estarmos sempre atrasados.



 13 – Sente muita falta da família? De que produtos brasileiros mais sente falta?
Pelo fato de ter feito faculdade em outra cidade, de ter feito minha pós nos EUA eu estou acostumada a morar longe dos meus pais, a saudade eu controlo bem. Sempre falo com eles no whatspp e ligo uma vez na semana pelo Skype para colocar o papo em dia! 

Sinto falta de quando estou resfriada ir na farmácia e pegar eu mesma as aspirinas e Tylenols da vida. Aqui qualquer medicamento tem que pedir no balcão. Sinto falta de comer trakinas de morango.


 14 – Quais seus planos para o futuro? Pretende morar aí para sempre?
Pretendo continuar morando aqui. Não planejo ir para outro lugar.


 15 – O que tem no país que você mora, que você usa no dia a dia e acha que deveria ser implantado no Brasil?
Tem que escolher uma? hahaha A tela dizendo em quanto tempo o ônibus passa no ponto e a tela dentro do ônibus que mostra o trajeto. Em qual ponto você está e quais são os próximos

16 – Qual sugestão ou dica que você daria para quem gostaria de viver nesse país?

A Suíça é um pais de 4 idiomas oficiais, minha dica é aprender a língua da cidade onde você morará, e se esforçar para ter contato com suíços, aprender sobre o país. Adaptar sua maneira de viver ao pais.

 17 – Se você pudesse descrever em uma palavra a experiência que está vivendo nesse país, qual seria?
Ótima!



 18 – Mostre algumas fotos da cidade que mora



Algo a mais que gostariam de saber?

Deixe um comentário!!
Beijos

sábado, 2 de julho de 2016

O Verão suíço!

Faz tempo que quero vir aqui e contar como as coisas esta o indo na vida desde que eu me mudei do Brasil.

Mas é tanta coisa pra dizer que eu sempre acabava desistindo. O que decidi fazer é : vou por tópicos.

Tema de hoje : a previsão do tempo

Aqui na Suíça, principalmente quando estamos no verão ou próximo do verão todos os planos tem como primeiro passo olha a previsão do tempo. Se esta sol ninguém fica do lado de dentro.



A primeira vez que eu comecei a conviver com europeus eu estava no EUA e achava muito maluco! Bastava a temperatura subir um pouco e ter sol os europeus queriam todos sair, sentar num parque, ir nadar etc. Hoje eu sou igual. Se está quente, eu já quero ir comer na varanda, se é pra ir em restaurante eu procuro um que tenha mesas no terraço, se esta realmente quente eu ja quero por biquíni entrar no lago… hahaha mas pra isso tem que estar muuuuito quente porque a água é bem fria!

Eu entendi o sentimento depois de passar outubro ate abril usando um mega casaco de inverno e depois ate maio usando jaqueta porque ainda não estava tao quente. Ou seja, quando chega junho ja esta todo mundo de saco cheio do frio !

Essa também é a época das caminhadas, andar no sol, fazer churrasco, fazer picnic. Tudo tem como objetivo aproveitar o calor ao máximo. Usar o máximo o guarda-roupa de verão.

Quem tem filhos aproveita as ferias escolares de verão pra viajar. Ferias aqui não são de uma semana não. 15 dias é o minimo para as ferias anuais em família.

Ao longo do ano você também pode tirar um ou dois dias pra curtir um final de semana prolongado. Com isso, é bem comum as pessoas tirarem um dia livre pra aproveitar um dia sol. Sem stress. Fala com o chefe, ele(a) ve se tem pessoas o suficiente no trabalho pra te cobrir e é isso ai.




Verão é a época do vinho rosé. Eu nunca bebi tanto vinho rose quanto num verão europeu. Ótimos ! (dica : Cotes de Provence) Acho que é a bebida oficial do verão. Junto com o Aperol Spritz ! Deixarei a receita aqui pra quem não conhece e quiser tentar fazer! 



INGREDIENTES
150ml prosecco
100ml Aperol
50ml água com gás
5 cubos gelo
1 rodela laranja (para decorar)
MODO DE PREPARO
Coloque os ingredientes em um copo largo
Para outros rendimentos, obedeça à proporção de uma parte de água com gás para duas de Aperol e três de prosecco.

Se não quiser adicionar água com gás, pode misturar somente com o prosecco. Bem gostoso também!

Beijos e até a próxima!!!

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Vídeo novo: Ask Vicky 1

Olá!

Vídeo novo!!!

Beijos

quinta-feira, 19 de março de 2015

FAQ: Meu intercâmbio - EUA (Berkeley - San Francisco) California

Olá gente!
Fiz um post no Geekiss  sobre o meu intercâmbio e agora o publico aqui também!

Sou super a favor de pessoas que postam suas experiências fora do Brasil pois acho que há váááááárias dúvidas que vêm na nossa cabeça quando estamos naquela ansiosidade de sair do país!
Sempre tem gente que ainda me faz perguntas sobre então reuni umas perguntas e vou deixar as respostas aqui, se ainda restarem dúvidas só comentar e eu posso fazer uma parte 2!

berkeley

Como você foi estudar nos EUA?

Honestamente a idéia não foi minha. Foi dos meus pais. Eles achavam (com razão) que seria muito bom pra mim se eu fosse fazer uma pós-graduação fora. Eu tinha medo. MEDO? Sim, medo. Nunca tinha viajado sozinha e, até então, nunca tinha tido vontade de morar fora do Brasil. Eu penso nisso hoje e dou risada. Como eu era ingênua em relação a essa assunto.

Viajei como um teste em Janeiro/2013. Fui fazer um curso de inglês (essas escola de idioma que tem em vários países) para ver como eu me adaptava fora do país. Fiquei em San Francisco durante o mês, sozinha. Vi como era os esquemas de aeroporto, moradia, visto e etc. Foi uma experiência ótima. Conheci gente legal, conhecia a faculdade que depois acabei indo fazer a pós.
Quando voltei em Fevereiro/2013 eu já estava mais do que convencida de que seria ótimo cursar pós nos EUA.

Fui até a Alumni (sim, a escola de inglês aqui de São Paulo), lá tem um programa de Advising que é linkado com o governo americano. Eles tem acesso aos programas de todas as universidades do país e, baseado nas suas informações acadêmicas, eles te indicaml quais universidades e cursos serão mais indicados para você.
Foi através deles que eu fiz minha inscrição para o curso de Business and Entrepreneurship de UC Berkeley.
8566_589137297815099_1675477668_n
O que você teve que apresentar para fazer a inscrição (documentação)?
Histórico escolar da universidade, diploma da faculdade (ambos cópias com tradução juramentada), preencher a ficha no site da universidade (imprimir e mandar no envelope junto), pagamento da taxa de inscrição, nota do TOEFL (a nota é enviada diretamente para a universidade, coloquei aqui só porque é um requisito) e uma redação.
A redação em inglês era simples: contar como o curso iria te ajudar na vida, na carreira e o que a experiência de morar nos EUA poderia agregar na sua vida.
Depois de escrita, eu pedi para um ex-professor de inglês me dar uma olhada para ver se estava bom.

Qual era o seu nível de inglês antes de viajar?
Eu já era fluente em inglês antes de viajar.
Para fazer pós nos EUA as universidades exigem que você tenha umas certa pontuação no TOEFL (um dos exames de proficiência em língua inglesa). A pontuação varia de universidade para universidade.
O TOEFL deve ser feito com antecedência. Aliás, toda a preparação deve começar pelo menos 6 meses antes da possível data da viagem. Às vezes, até antes.

 Pro inverno, dá para se virar com roupas que usamos no inverno de SP, por exemplo?
Depende para qual cidade você vai. Em San Francisco não.
Lá, apesar de ter uma temperatura que fica em torno de 10ºC-24º o ano todo (no inverno cheguei a pegar 0ºC à noite), quando esfria a noite: ESFRIA. Lá tem um vento muito gelado, então deve-se investir em uns casacos.
IMG_9382
Onde você ficou? (Acomodação)
A faculdade apenas me passou uma relação de possíveis residências. O alojamento da universidade é apenas para os alunos da graduação.
Nos primeiros dias eu fiquei em um hostel. Tinha um quarto pequeno pra mim, e o banheiro era no corredor. Tudo limpo e tranquilo. Mas dividir banheiro com uma pá de gente é tenso. Tá sempre ocupado quando você quer tomar banho.
Depois me mudei para uma casa, estilo república só que bem melhor. haha! Foi indicação de um dos brasileiros que eu conheci lá. Fiquei nessa casa até o final da minha estadia.
Era uma casa em um condomínio onde só havia estudantes de UC Berkeley praticamente. Tinha uma administração, pra quem eu pagava o aluguel, e a casa tinha lava-louça, maquina de lavar, secadora e até uma área em cima para tomar um sol (e vento gelado).
Éramos 5 na casa. Eu tinha quarto só pra mim e dividia o banheiro com outra menina. Bem tranquilo.

 Tem comida brasileira?
Tem! Nos EUA há vários mercadinhos mexicanos, e neles costuma-se achar vários produtos brasileiros como: farofa, suco Maguary, pão de queijo congelado, leite condensado e creme de leite.
Além disso, também há restaurantes brasileiros. Apesar da comida não ser idêntica à do Brasil, é gostosa e dá pra matar a saudades da feijoada! ^^

Como faz para suportar a saudade de todo mundo?
Uma palavra pra você que só pensa nisso em vez de pensar em o quanto a experiência vai agregar na sua vida: DESAPEGUE.
Pra mim foi muito fácil.
Eu já tinha morado fora de casa no Brasil. Fiz Unicamp e mudei pra Campinas com 19 anos. Voltava pra casa semanalmente no começo do meu primeiro ano, depois quinzenalmente, depois mensalmente, uma vez passei dois meses sem voltar pra São Paulo. Foi minha transição. Nunca morri de saudades de casa.
Nos EUA eu me adaptei rápido. Tinha aulas, tarefa, festinha com o pessoal da sala (que eram todos internacionais) e a casa e minhas coisas para cuidar. E também comecei a namorar lá!
Honestamente, não acho uma boa ficar em constante contato com o Brasil. Atrapalha. Aproveite o lugar onde você está mais. Antes de abrir o UOL notícias, abra a CNN e o jornal local. Se envolva onde você está. Na sua nova casa.
grad august
Experimente comidas novas, faça pequenas viagens, saia pra explorar a cidade e faça amizade com pessoas de outros países é absurdo o tanto que eu aprendi com meus amigos não-brasileiros. Abre horizontes isso. Prometo. Você percebe coisas que jamais parou para pensar.
NUNCA. Repito, NUNCA fique só com brasileiros. Além de você ficar só falando português, não vai aprender nada culturalmente diferente, não vai tirar tanto proveito do intercâmbio. Faça o possível para conhecer pessoas de outros países. Não é difícil, está todo mundo na mesma situação que você.
IMG_9383

Ficou faltando alguma coisa que você gostaria de saber?
Comente ou me mande uma pergunta no Twitter: @vickycerqueira
Bjs

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

TAG 25 perguntas aleatórias !

Respondendo a TAG 25 perguntas aleatórias!



1: Com o que você nao pode sair de casa sem?
Celular
2: Marca favorita de maquiagem nacional e internacional?
Eu diria: Quem disse Berenice? e MAC.
3: Qual sua flor favorita?
Rosas amarelas! :)
4: Loja de roupa favorita?
Bobstore
5: Perfume favorito?
O que eu estou usando e adorando é o Dior Addict (Eau Sensuelle, o roxinho)
6: Saltos ou rasteiras?
Rasteiras.
7: Cor favorita?
Amarelo
8: Você bebe energético?
Só se eu não estiver planejando dormir! haha
9: Qual seu hidratante favorito?
O de karité da L'occitane.
10: Você pretende se casar?
Planejo ter um companheiro pra vida toda.
11: Você se irrita fácil?
Geralmente não.
12: Você rói unhas?
Roía até os 13 anos! 
13: Você já chegou perto da morte?
Quase me afoguei 2 vezes quando criança.
14: Onde você estava a 3 horas a trás?
No trabalho.
15: Você esta apaixonada?
Sim! :)
16: Qual foi a ultima vez q foi ao shopping?
Ontem (atrás de presente de Natal pro meu pai).
17: Você assistiu algum filme nos últimos 5 dias?
Sim, "The Butler" (pela terceira vez).
18: O que você esta vestindo agora?
Jean e uma blusinha.
19: Última comida q vc comeu?
Almoço: macarrão.
20: Qual seu animal favorito?
ELEFANTE!!!
21: Quais seriam suas férias dos sonhos?
Algum lugar com praia paradisíaca e boa comida!
22: Quais seus planos pra hj a noite?
ahn... dormir?
23: O que você está ouvindo agora?
Nada...
24: Você coleciona alguma coisa?
Não.
25: Você come fastfood?
Muito raramente. Talvez Uma vez a cada 5-6 meses.

Mais alguma pergunta?